Facebook Popup Widget



   Artigos

 Dicas de Poker no facebook Dicas de Poker no Twitter Clube Dicas de Poker

15/10/2007


ALL IN - Se você pretende ser um bom jogador, comece evitando este "move" a todo momento


Toda vez em que estou jogando com iniciantes escuto um ALL IN a cada dois minutos na mesa.

- Bateu meu top pair: all in
- Estou nut: all in
- Estou blefando: all in
- Tenho um bom jogo: all in
- Esse cara está com flush draw: all in
- Eu acho que ele está roubando: all in

Quando jogo com profissionais em grandes torneios escuto muito raramente estas palavras, exceto quando estamos em reta final com os blinds gigantescos e os potes monstruosos. Nessa hora todos fazem de tudo para ganhar os potes e roubar os blinds, e daí os all ins tornam-se repetitivos e constantes. E é aí que acontecem as mais errôneas conclusões.

O Johnny Bax deu um all in de 66 do meio da mesa e ele é fera, então isso deve ser certo. O Phil Ivey pagou um all in de AT off suited, então vou fazer o mesmo. O Daniel Negreanu deu um all in em cima de um raise e um call e ele tinha 99; é isso mesmo, o negócio é meter ficha e dar all in.

O que as pessoas não percebem é que esses grandes jogadores jogaram por horas (no caso do online) e por dias (em torneios ao vivo) para chegar bem colocados na reta final dos supostos torneios. Uma vez na reta final, a agressividade impera e os blinds muitas vezes representam um bom percentual do stack de cada jogador.



EXEMPLO:

Numa final de torneio, mesa com nove jogadores e o dealer é o Player 9.

Player1 - 320.000 fichas
Player2 - 260.000 fichas
Player8 - 45.000 fichas
Player9 - 30.000 fichas
Blinds - 5.000/10.000 - Ante de 1.000 por jogador.

Ou seja, o pote tem 5.000 do small blind+ 10.000 do big blind+ 9.000 das antes= 24.000 fichas, antes mesmo da mão começar. Imaginem que o Player 8 recebeu K 8 no cut-off. Ele tem 45K em fichas. O pote já contém mais da metade das fichas que ele possui. Se ele roubar aquele pote ele irá para 69K, sem jogar. Ele vai all in e tenta roubar os blinds. Todos correm e o big blind é o Player 2. Ele sabe que o Player 8 tem enormes possibilidades de estar roubando os blinds. Ele olha sua mão: A7 offsuited. Ele dá call e:

1 - Player 8 dobra e as pessoas pensam: "Tem que meter ficha com K8 mesmo, ainda mais naipado. Poker é meter ficha com coragem".

2- Player 8 é eliminado e as pessoas pensam: "Tem que dar call de A7 mesmo, ás é ás. Poker é ter peito pra chamar com A7".

Se esses dois jogadores forem o Doyle Brunson e o Gus Hansen, então é que as conclusões serão ainda piores: "Se o Doyle e o Gus fazem isso e eu quero ser um grande jogador, então eu devo fazer o mesmo". Nada disso. Esses caras jogaram por horas (ou dias) para chegar ali. Deram fold em JJ pré-flop. Largaram AK com um K no board, pois um outro jogador estava dando indício de estar com jogo melhor. Largaram flush draw, straight draw e top pair aos montes. Mas essas mãos não foram para a TV!

A TV só mostra a reta final dos torneios. E daí as pessoas que assistem a esse momento tomam conclusões muito erradas. No outro dia, sentam para jogar com seus amigos e enfiam all in a cada dois minutos. Divido os all ins de jogadores iniciantes em quatro classes:


1- Estou com medo ou revoltado


Tenho AJ. Subo 3BB pré-flop e recebo um call.
Flop: AJ6. Lindo. Eu dou um bom bet (igual ao tamanho do pote) e o cara dá call.
Turn: T. Eu aposto bem alto (o pote outra vez) e o cara dá call.
River: Q.
Caramba, se este cara tiver AQ agora ele fez dois pares maiores que os meus. Se ele tiver qualquer K ele fez um straight. Será??? Eu não mereço. Esse pote era meu. Não é justo. Não pode ser. ALL IN!!!!!!!!


2-  Estou blefando

Tenho KJ. Um cara sobe 4BB pré-flop e eu dou call.
Flop: Q42. Ele aposta pouco e eu dou um raise no cara tentando ganhar o pote num blefe. O cara dá call.
Turn: Outro 4.
Esse cara só deu call. Ele não deve estar tão forte assim. Esse outro 4 não ajudou ele em nada. Talvez tenha assustado ele ainda mais. Situação perfeita para roubar. ALL IN!!!!!!!!


3- Bateu meu jogo e eu não me aguento

Tenho 88. Um cara sobe 3BB pré-flop e eu dou call.
Flop: 852. O cara aposta. ALL IN!!!!!!!!


4- Eu sou macho

Tenho A 5. Um cara sobe 4BB pré-flop. Eu dou um raise alto nele. Ele volta um reraise alto. Ele acha que eu tenho medo dele. Eu sou macho. Comigo não. ALL IN!!!!!!!!



O QUE FAZER?

No caso 1, seu all in não tem valor e você não deve apostar nada. Ele pode ter AA, JJ, KQ, AK, AQ, KK, 66 e você está perdido em todos os casos. Você só está ganhando de A6 ou AX.

Todas as outras mãos são absolutamente improváveis. De nove prováveis mãos você só está ganhando em duas. Não adianta chorar, gritar ou espernear. Se você der all in, ele vai largar qualquer mão perdedora e dará call só se estiver te batendo. O certo é dar check e esperar o tamanho da aposta dele. E daí decida se paga ou corre. Não vá all in por medo ou revolta. Você não tem nada a ganhar com isso.

No caso 2, caso resolva blefar, aposte 1/3 do stack do seu adversário. Não precisa ir all in. Se ele não tiver nada ou uma mão fraca ele vai largar. Não precisa colocar todas as suas fichas num blefe. Se estiver muito forte, ele te dá um reraise e daí você larga, uma vez que você não tem nada. Pra que all in?

No caso 3, tente extrair fichas, não é um momento para tudo ou nada. Essa é uma hora para crescer bastante. Tente atingir esse objetivo calmamente. Pense na melhor maneira de obter as fichas do adversário. Pra que all in?

No caso 4. Pare com isso, poker não é prova de masculinidade. Poker é um jogo de habilidade e inteligência. Quer provar valentia? Vá fazer Jiu-Jitsu.



ALL INDEVE SER USADO BASICAMENTE EM 3 SITUAÇÕES:


A) Quando você quer defender a melhor mão.

Você tem K K

Flop: K 8 9

Um cara aposta, o outro paga. Você dá um raise pesado imaginando que um está flush draw(com 2 de copas na mão) e o outro está straight draw (TJ na mão, por exemplo). Os dois jogadores pagam sua aposta, confirmando seu pensamento.

Turn: 3

Ufa .... nada mudou. Um cara sai apostando, o outro continua pagando. O pote está enorme. All in pode ser um ótimo movimento. Defenda a mão vencedora até o momento. E quem quiser pagar para ver o seu draw, que pague bastante caro.


B) Quando o adversário avisa que quer entregar tudo.

Você tem AA e sobe 3,5BB. Um cara dá call.
Flop: AT8

Você dá check. Ele dá um raise alto. Você dá um reraise pesado nele. Ele sobe novamente colocando metade do stack dele na mesa, já avisando que não vai largar a mão.

All in. Ele quer entregar tudo e você não tem como fugir. Só comemorar.


C) Em reta final de torneio

Isso já foi falado exaustivamente acima. Existem dezenas e dezenas de exemplos de cada um dos tipos de all ins desastrados que eu citei. Para cada tipo mencionado, eu teria vários outros exemplos de ações indevidas e incorretas que levam jogadores iniciantes a fazer besteira. Não tenho espaço aqui para esmiuçar todas as situações possíveis. Saiba extrapolar os exemplos dados para o seu dia-adia numa mesa de poker.

Não pense que vai aprender alguma coisa sobre como jogar um torneio de poker, vendo somente mesas finais em sites ou na televisão. Os all ins sucessivos e a pancadaria das mesas finais não são bons exemplos de comportamento ao longo dos torneios. São exceções, não regras.


Artigo de Igor "Federal", publicado na Revista Flop de Abril/2007.




Gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.