Facebook Popup Widget



   Artigos

 Dicas de Poker no facebook Dicas de Poker no Twitter Clube Dicas de Poker

21/11/2007


O maior mito do no-limit hold'em
(por Ed Miller)


Para muitos jogadores, cash games ao vivo de no-limit hold'em de $1-$2 e $2-$5 podem ser um dos jogos mais lucrativos. Muitos anos atrás, eu era jogador de limit poker (e até escrevi dois livros sobre o assunto), mas hoje em dia prefiro no-limit.

É ótimo porque, pelo menos nos níveis mais baixos, não é tão difícil de se aprender uma estratégia vencedora. E, além disso, uma grande variedade de abordagens pode resultar em vitória, desde que você jogue com precisão e disciplina. Minha coluna na Card Player irá ensiná-lo como vencer nesse excelente jogo.

"Que intimidador!", disse o big blind de forma irônica, enquanto desistia da sua mão.

"É exatamente assim que alguém com um grande stack deve jogar", refletiu o colega ao lado dele.

Eles estavam falando de mim. Eu tinha acabado de roubar os blinds em uma partida de no-limit hold'em de $2-$5. Depois de uma série de eventos favoráveis, eu tinha transformado meu stack, o buy-in máximo ($500), em $1.300 – o suficiente para cobrir todos os outros competidores da mesa. 

O big blind e seu amigo estavam repetindo inconscientemente o que eu considero o maior mito do no-limit hold'em: grandes stacks podem "intimidar" a mesa, e os pequenos devem aceitar isso.

Eu escuto essa conversa em todo lugar — de comentaristas na TV, de técnicos de mesa, e até em livros. Certa vez ouvi alguém aconselhando um amigo a não entrar em uma partida de $10-$25 porque ele só tinha $2.000 para jogar naquele dia (ele tinha muito mais em sua conta). "Os grandes stacks vão dominá-lo. Você precisa de pelo menos cinco mil para entrar nessa mesa. É melhor pegar seu dinheiro e queimar. Se você não pode pagar o buy-in completo, então nem cogite entrar. É preciso ter chances de brigar".

Todos eles estão errados. Grandes pilhas de fichas não têm nenhuma vantagem inerente sobre os pequenos montantes.

O simples fato de você ter mais dinheiro do que todo mundo não implica em dizer que você tem o privilégio matemático de intimidar a mesa. E se tentar fazer isso contra oponentes astutos, você provavelmente estará quebrado no final da noite.

Lembre-se de que eu estou falando de cash games, não de torneios. Nesses últimos, o conceito de "intimidação" tem certo mérito, embora não seja tudo aquilo que dizem. Em cash games, contudo, é pura bobagem. A priori, um stack poderoso não tem absolutamente nenhuma vantagem sobre os pequenos - nenhuma. Vejamos por quê.

Digamos que você e eu estamos em um heads-up $2-$5. Cada um de nós tem $3.000 no bolso. Você compra $3.000 em fichas. Eu compro $300 e deixo o resto guardado. Obviamente, estamos jogando sob as regras de apostas da mesa, então, se eu apostar todos os meus $300 em uma mão, estaremos de all-in e não teremos mais apostas. Isso significa que o máximo que você pode colocar em qualquer mão é $300, o mesmo valor que eu. Apesar de seu stack ser 10 vezes maior do que o meu, quando jogamos uma mão, todo o seu dinheiro excedente permanece inofensivamente inutilizado, igual ao dinheiro no meu bolso.

Em termos de estratégia, é totalmente irrelevante o fato de você ter uma enorme pilha de fichas e eu não. Se você tentar me "intimidar" aumentando muito com mãos fracas, eu posso puni-lo com reraises freqüentes, quando sair com cartas melhores. Se não quiser perder dinheiro para mim, você deve pisar no freio e utilizar uma estratégia "normal".

"Claro", você pode dizer, "isso é óbvio. Se ambos começamos com $3.000 e seu buy-in foi de $300, não importa se, na primeira mão, meu buy-in foi $300 e eu deixar o resto do dinheiro no bolso, ou se meu buy-in foi de $3.000. De qualquer jeito estamos jogando apenas com $300. Mas o que acontece no decorrer do tempo? É mais provável que o derrotado seja você, não eu".

Isso é verdade, se ambos jogarmos igualmente bem (o que não acontecerá se você gastar dinheiro tentando me intimidar), eu tenho 10 vezes mais chances de perder meus $300 do que você perder seus $3.000. Felizmente, eu tenho 10 buy-ins de $300, enquanto você tem apenas um de $3.000. Se eu fizer re-buys de $300 todas as vezes que perder e jogarmos até que apenas um de nós fique com todo o dinheiro, teremos chances iguais.

O fato de eu estar jogando sempre com o menor stack o tempo inteiro não afeta minhas chances em nada. Sem dúvida, se as regras permitissem, eu poderia fazer um buy-in equivalente a apenas os $5 do big blind toda vez e, ainda assim, teríamos chances iguais. O máximo que você poderia fazer com seu poderoso stack seria pagar meu big blind e esperar para ver as cartas do bordo, sem poder fazer mais nada.

Então qual é essa vantagem? Por que todo mundo insiste em dizer que grandes stacks intimidam e os pequenos são intimidados?

Em cash games, isso é um fator essencialmente psicológico. Em geral, alguém consegue um grande estoque de fichas ganhando algumas mãos grandes em seguida. Naturalmente, ver um de seus oponentes ganhar alguns potes monstruosos e se sentar em frente a um mini-Everest de fichas intimida um pouco.

Você começa a pensar que suas fichas podem ser as próximas a se juntar à montanha. Não pense nisso! Não é verdade. Talvez seu oponente seja um grande jogador, mas provavelmente ele apenas se deu bem ao receber uma série de mãos boas. Você não tem o que temer, e a farta pilha de fichas de seu oponente não confere nenhuma vantagem a ele.

Não se renda ao mito.

Se você tem $200, não é desvantagem o fato de seu oponente ter $2.000 ou $20.000. Você estará jogando apenas com $200, e quando seus oponentes jogarem contra você, esse também será o limite deles. Se o detentor da montanha de fichas for você, não há nenhuma vantagem matemática nisso, apenas uma superioridade de ordem psicológica.

Eu percebi que, depois de ter construído um stack poderoso nos cash games, alguns jogadores começaram a jogar contra mim com medo. Em vez de fazer um check-raise em uma boa mão ou tentar um blefe contra mim, como faziam antes, passaram a jogar com mais cautela. Você pode tirar vantagem dessas jogadas tímidas - intimidando.

Mas lembre sempre que você não está colocando pressão por ter mais fichas, mas porque seus oponentes têm medo de você: é esse o grande mito do no-limit hold'em.

Vá em frente e faça o buy-in que quiser. Os tubarões com stacks monstruosos não vão engolir você. Na verdade, é possível começar a tirar vantagem disso, pois, apesar de grandes pilhas de fichas não terem nenhuma vantagem inata sobre as migalhas, o oposto é verdade! Você pode entrar na briga simplesmente ao começar no jogo com um buy-in menor. Eu mostrarei como isso funciona na próxima edição.


Artigo de Ed Miller, publicado na Revista Card Player Brasil de Novembro/2007.

Também disponível no site (em inglês): www.notedpokerauthority.com.



Gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.