Facebook Popup Widget



   Artigos

 Dicas de Poker no facebook Dicas de Poker no Twitter Clube Dicas de Poker

22/12/2007


MONSTER FIELDS
(por Igor "Federal")


Que estratégias usar quando você encara um torneio com milhares de jogadores?

Um grande número de pessoas, quando tem a oportunidade de conversar comigo, quase sempre repete a mesma pergunta: Como você faz para chegar na reta final de um torneio de field enorme? Que estratégia você usa? Qual é a melhor estratégia?

Neste último ano ganhei dois torneios Sunday Million Second Chance do PokerStars, com field de cerca de 1.500 jogadores. Cheguei na mesa final de um Sunday Million do PokerStars, com cerca de 2.600 jogadores. Cheguei em 314º no WSOP Main Event, com quase 9.000 jogadores; depois de jogar durante quatro dias – média de 12 horas por dia. Fiz mesa semifinal do Sunday Million em outra ocasião, com média de 5.000 jogadores. Fiquei em 10º no US$400.000 garantido do FullTilt, com média de 2.500 jogadores.

Acredito que, para se dar bem em torneios com fields enormes, você tem que adotar basicamente uma destas duas estratégias:


1 - Jogar com muita paciência o tempo todo, esperando o erro dos adversários, e não se envolvendo em confusões desnecessárias.

2 - Jogar muito ativo e agressivo desde o começo, procurando dobrar logo nos primeiros níveis de blind.


Alterno estas duas estratégias constantemente. Na primeira você se manterá vivo dentro do torneio por mais tempo (isso acontecerá na maioria das vezes em que você jogar desse jeito, é claro), já que não irá buscar grandes confusões, não dará grandes blefes, nem pagará grandes apostas em situações em que você não tenha certeza de que esteja ganhando. Estará quase sempre vivo, mas também quase todas as vezes abaixo da média das fichas dos demais jogadores daquele torneio.

Isso facilitará que você fique ITM (In The Money), ou seja, que você busque uma colocação que lhe traga algum retorno sobre o capital investido. Mas, em compensação, dificilmente fará com que você lute pelas primeiras colocações desse torneio, uma vez que essa estratégia exigirá uma reta final over aggressive e com muita sorte para recuperar o campo perdido (no início e meio do torneio) em comparação com aqueles jogadores que resolveram se arriscar desde o princípio.

Não se esqueça: toda vez que dois jogadores se enfrentam apostando todas as suas fichas, um deles cai precocemente, mas o outro dobra seu stack e fica bem maior que os demais. Parece óbvio, mas nunca é demais lembrar. Se alguém caiu... alguém ficou grande. Logo, se você não se envolveu em potes gigantescos, nem arriscou todas as suas fichas de bobeira, você não será eliminado facilmente. Mas também não ficará tão grande quanto alguns outros jogadores.

Para essa estratégia, só jogue mãos fortes (par alto – TT, JJ, QQ, KK, AA ou AKo, AKs, AQs) ou mãos médias em potes baratos e com boa posição (AJ, AT, AXs, qualquer par menor ou suited connectors). Se não bater suas cartas no flop, aceite e não insista. Espere uma melhor oportunidade. Se bater seu par, por mais que tenha um kicker alto, não aumente muito. Ganhe e perca potes pequenos. Só arrisque seu stack com trincas, fulls, seqüências e flushes já formados. Não pague muito caro por drawing hands. Como mãos fortes assim são raras, você tende a ficar com um stack pequeno perto daqueles que estão "enfiando a marimba e arriscando suas fichas a todo momento. Não se importe, siga sua estratégia. Jogando assim, dificilmente você cairá antes de sobrarem 20% a 25% dos jogadores. Isso lhe dará enormes chances de ficar ITM. Mas, como já disse, a tendência é que você seja um dos menores entre os jogadores restantes.

É obvio que, mesmo jogando assim, você pode cair logo no começo, mas será numa mão de exceção, onde você está com seqüência fechada e um outro jogador que está trincado vai all-in. Você paga imediatamente – estando na frente – e uma carta dobra na mesa e "bye bye; full para seu adversário e você vai dormir mais cedo. Da mesma forma você também pode ficar grande, mesmo jogando fechado (tight). Imagine este mesmo exemplo acima, só que nenhuma carta dobra na mesa e você elimina seu adversário e dobra suas fichas. Mas o que pretendo dizer é sobre tendências. Na maioria das vezes você tende a estar vivo, mas tende a estar sempre abaixo da média (average do torneio) e bem abaixo dos líderes.

Para finalizar, essa estratégia exigirá, após ter entrado na faixa de dinheiro, que você seja muito agressivo. Os líderes estarão muito distantes e você terá que recuperar terreno. Você também terá que ter mais sorte que o habitual, pois os jogadores que têm muitas fichas poderão se dar ao luxo de perder alguns potes grandes sem ser eliminados. Já para você, como está menor que os demais, enfrentando blinds bastante altos, qualquer pote perdido será a eliminação.



Pontos positivos dessa estratégia (1):

- Será respeitado como jogador sólido (jogadores loose, mesmo que geniais, demoram mais para serem reconhecidos como bons).

- Na hora em que os blinds subirem, seus raises tendem a ser mais respeitados.

- Terá um índice de ITM espetacular.



Pontos negativos dessa estratégia (1):

- Muitas pessoas dirão que você não sabe jogar, simplesmente é paciente e disciplinado (perceba que existem tanto fãs quanto pessoas que não apreciam o estilo de cada jogador).

- Na hora em que os blinds subirem, só terá um tiro na agulha. Se perder, é eliminado. E mesmo se dobrar, ainda não significa muito. Tem que dobrar e dobrar de novo, no mínimo.

- Terá um índice de ITM espetacular, mas poucas vezes irá buscar a grana alta mesmo – os maiores prêmios encontram-se nas três primeiras colocações.


Já na segunda estratégia você será um dos primeiros a cair ou então ficará bem acima da média dos demais jogadores. "O spada, o sporta. O denti, o ganasa. O merda, o bareta rosa" como diziam os italianos. Para nós: "Ou tudo, ou nada. Ou vai, ou racha".



Exemplos:

- No primeiro flush draw ou straight draw que aparecer, enfie um caminhão de fichas.

- Recebeu AK e um cara já deu raise na mão – re-raise pesado no adversário e vá para o pau.

- Arrisque metade do seu stack, se for preciso, em um blefe com pote gigante.

- Dê calls duvidosos.

- Bateu seu top pair, enfie ficha sem dó.

Isso irrita os demais jogadores da mesa. Eles sabem que não é possível que você tenha a melhor mão todas as vezes, então eles se irritam e ficam loucos para lhe pegar roubando. Querem ser a polícia da mesa! Pensam: "Ele está roubando e eu não vou deixar. Vou pegar ele na próxima. Eu vou pegar esse ladrão. Isso é tudo o que você quer quando usa uma estratégia como esta; pegar um cara que não aceita e se irrita com esse estilo. Ele ficará propenso a não largar um par dele contra você por nada, pois sabe que a chance de você estar roubando é grande. E é mesmo!!! Então o que vai acontecer é que:

(a) Se você estiver roubando ele vai te pagar com o segundo par da mesa e te eliminar. Ele ainda vai escrever no chat ou falar alguma gracinha, do tipo: "como você joga mal, "você é louco", ou "falei que iria te pegar". Simplesmente saia da mesa sabendo que você somente seguiu conscientemente uma estratégia previamente preparada. O que A, B ou C pensam não interessa. Sua lucratividade, essa sim interessa.

(b) Se você estiver "trepado em cima da goiabeira" (trincado, com flush, com straight), ele irá te pagar com uma mão fraca e você eliminará esse adversário, dobrará seu stack e ainda se colocará numa posição muito confortável para jogar o resto do torneio. A partir daí você pode adotar esse estilo até que você chegue a três vezes o seu stack inicial. Uma vez atingido esse objetivo, você passa a jogar confortavelmente, aproveitando-se do desespero dos jogadores com poucas fichas e pressionando aqueles de stacks médios – que terão medo de te enfrentar, pois te acham louco e sabem que você pode apostar tudo a qualquer momento. E eles não estão a fim de te enfrentar, a menos que estejam com muito jogo. Isso facilita para você roubar muitos potes dali para a frente daqueles de stack médio. Você não está mais propenso a fazer loucuras, mas os demais jogadores ainda não sabem disso. Sua estratégia mudou, mas seus adversários podem continuar a pagar você com mãos marginais e você continuar subindo e subindo.


Uma vez que você triplicou, tem agora uma vantagem competitiva considerável, que faz com que você:

- 1/4 das vezes caia do torneio, mesmo estando grande, numa mão catastrófica (perto do ITM ou nas primeiras faixas de grana – dinheiro menor).

- 1/4 das vezes fique nas faixas intermediárias de dinheiro.

- 1/4 das vezes mantenha-se grande quase até o final e pegue um prêmio razoável (mesa semifinal ou equivalente).

- 1/4 das vezes vá buscar uma das primeiras colocações – dinheiro grande de verdade.


Pontos positivos dessa estratégia (2):

- Na hora em que os blinds subirem, você terá muita gordura para queimar e fichas o bastante para pressionar inteligentemente os demais jogadores.

- Poderá se dar ao luxo de, eventualmente na reta final, perder um ou dois coinflips sem ser eliminado. Sua vantagem competitiva será anulada caso isso aconteça, mas você ainda estará vivo no torneio.

- Terá um índice de ITM baixo, mas terá um índice de lucratividade enorme (ROI).


Pontos negativos dessa estratégia (2):

- Muitos te acharão um louco sortudo (metedor de ficha irracional). Eles não sabem que isso é pensado e premeditado. Só te reconhecerão como bom jogador depois que seus resultados se tornarem tão grandes e irrefutáveis que perderão o argumento.

- Se você tentar roubar os blinds, poucos acreditarão em você e o índice de re-raises tende a ser maior que o normal. Esteja preparado para isso.

- Tem que ter muito equilíbrio para adotar essa estratégia, pois muitos acharão que tem um louco por trás dessas atitudes. Mas é necessário exatamente o contrário; é preciso muita concentração para não se confundir no meio do que está fazendo. Se você se confundir, você deixa de parecer um doido e passa a ser um.


Alterne estas estratégias e veja qual delas se adapta mais ao seu estilo pessoal de jogo. Eu me preparei bastante e hoje consigo alternar ambas com muita freqüência, o que dificulta muito para os adversários me lerem. Eles nunca saberão exatamente como te enfrentar, em que estilo ou anotação te incluir. É o que chamam, em inglês, de changing gears (mudando marchas). Para ter uma idéia, nos dois Sunday Million e no WSOP em que joguei, usei a estratégia 1. Já nos dois Second Chance e no 400K Garantido, usei a estratégia 2.


Artigo de Igor "Federal", publicado na Revista Flop de Junho/2007.




Gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.