Facebook Popup Widget



   Artigos

 Dicas de Poker no facebook Dicas de Poker no Twitter Clube Dicas de Poker

11/03/2009


Vencedores se preparam a fundo – Parte III
(por Alan Schoonmaker)


Preparação na mesa antes de jogar.


As partes I e II discutiram como se preparam antes de entrar na card room e se sentar para jogar. Esta coluna irá abordar como se preparar à mesa antes de jogar.


Você deve colocar uma aposta imediatamente?

Muitos jogadores fazem isso porque vieram jogar, não assistir. É uma reação bastante humana, mas um erro. Barry Tanenbaum escreveu que você deve observar primeiro. Ao assistir a algumas mãos, tem-se uma visão melhor da partida e de seus oponentes. Então você pode planejar uma estratégia geral e se ajustar individualmente aos adversários.



Classificando os jogadores e a partida

Você deve classificá-los em duas dimensões:

- Tight/loose (quantas pessoas vêem o flop, o turn e o river)
- Passive/aggressive (com que freqüência os potes são aumentados e re-aumentado)

Existem, portanto, quatro tipos, e cada um deles requer uma estratégia diferente:

- Loose-passive
- Tight-passive
- Loose-aggressive
- Tight-aggressive

Meu livro, A Psicologia do Poker, ensina a reconhecer e se ajustar a cada um desses tipos. Quando eu o escrevi, quase ninguém jogava no-limit, então os princípios a seguir se aplicam basicamente ao limit.



Jogadores e partidas loose-passive

Jogadores loose-passive pagam com mãos medianas ou piores, mas raramente aumentam. Se vários jogadores vêem o flop, o turn e o river, e há poucos aumentos, a partida é loose-passive. São fáceis de vencer, mas você pode se frustar com bad beats freqüentes.

É quase impossível ler as cartas deles quando apenas pagam, mas fácil de compreender suas bets e raises. Eles raramente blefam, e não apostam sem uma boa mão ou aumentam sem uma ainda melhor.

É preciso mostrar a melhor mão para vencer. E, como muitos jogadores permanecem no pote, ela deve ser mais forte do que em outros tipos de jogos. Draws com suited connectors e pares pequenos têm muito valor, enquanto cartas altas perdem força.

Por exemplo, J-10 do mesmo naipe é provavelmente uma mão melhor do que A-K de naipes diferentes. Não é tão caro tentar acertar um straight ou um flush, e, se você conseguir, será muito bem pago. A-K off raramente vai flopar mais que um top pair ou um top kicker, e normalmente alguém terá uma mão melhor.

Minimize blefes, pois as pessoas geralmente pagam.

Não tente dar check-raise: você em regra dará uma carta grátis que o derrotará.



Jogadores e partidas loose-aggressive

Tais jogos têm os maiores potes, que podem ser levados com mãos relativamente fracas. Inúmeras pessoas já babaram por causa desses potes, mas acabaram se perguntando: "Como eu pude perder tanto em um jogo tão fácil?"

A explicação, claro, é que eles agiram sem ter se preparado adequadamente. A ação era tão empolgante que eles apenas entraram e tentaram pegar um pouco daquele "dinheiro fácil". Depois eles se animaram ainda mais e não pensaram claramente sobre como adaptar sua estratégia.

O ajuste mais difícil é ficar mais tight, especialmente no começo da mão. Você pode ficar tentando entrar no pote com cartas questionáveis, mas custará caro acertar um draw.

Quando você tiver uma boa mão, pode executar check-raises e slowplays com mais freqüência, pois alguém provavelmente apostará contra você.

Com um bom draw, contra várias pessoas, aumente, mesmo que a maioria delas fale depois de você. Eles estão propensos a simplesmente pagar ou mesmo voltar reraise.

Aposte pelo valor no river, pois os potes estarão tão grandes que alguém vai pagar.

Não largue a mão no river. Os potes são tão grandes e tantos jogadores blefam que vale a pena pagar. Se você perder uma bet ou duas, que seja. Desistir da melhor mão irá lhe custar muito dinheiro.



Jogadores e partidas tight-passive

São entediantes. A maioria dos potes é pequena porque quase ninguém joga, e raramente ocorrem raises e reraises. Seu tédio pode fazer com que você se torne loose-aggressive. Não faça isso. Ao contrário, saia da partida ou faça os ajustes seguintes:

Fique mais tight ao longo da mão, pois seus oponentes só jogam com cartas premium.

Não aposte pelo valor com mãos marginais, nem mesmo depois que os jogadores tight-passive pedirem mesa. Se eles não pudessem lhe derrotar, provavelmente não pagariam. Não presuma que dar check significa fraqueza, pois eles fazem isso com mãos que os outros apostariam.

Não aumente sem uma mão excelente. Eles não apostariam sem uma mão forte, e não irão pagar um raise sem cartas muito boas.

Não execute check-raises nem slowplays. Se você fizer isso, geralmente dará cartas grátis.

Execute blefes e semi-blefes com freqüência, mas seja seletivo. Esses oponentes facilmente cairão em um blefe, mas não jogarão sem boas cartas. Não blefe apenas porque eles pediram mesa, pois são capazes disso com boas mãos. Em outras palavras, você precisa de uma boa razão para aplicar um blefe (por exemplo, sinais de que um jogador perdeu o interesse pelo pote).

Roube os blinds com freqüência, já que os oponentes não protegem.



Jogadores e partidas tight-agressive

São os mais difíceis de derrotar. Já que pouquíssimas pessoas são naturalmente tight-aggressive, esse estilo em geral significa que o jogador pensou a respeito da partida e escolheu uma forma não-natural, porém otimizada, de jogar. Na verdade, quase todos os especialistas são tight-aggressive. Por estar jogando contra adversários difíceis, seus erros lhe custarão muito mais, e você geralmente não conseguirá uma grande recompensa com a melhor mão. Por se tratar de oponentes e partidas tão difíceis, o melhor é simplesmente evitá-los.

Reconhecer esse tipo de jogador é bastante fácil. Eles não se envolvem em muitas mãos e dão raise numa freqüência muito maior do que apenas pagam. Se a maioria dos jogadores da mesa usar esse estilo, cuidado!

Caso decida jogar, faça os seguintes ajustes:

Fique ainda mais tight do que contra oponentes tight-passive. Esses oponentes estão esperando por mãos premium, para então jogá-las de forma agressiva.

Varie seu jogo. Ser previsível é sempre uma fraqueza, mas pode ser fatal aqui. Eles lêem muito bem as cartas e irão pressionar sempre que puderem.

Não aposte pelo valor com mãos marginais. Uma vez que eles são tight, você poderá ser derrotado. Se você tiver a melhor mão, eles provavelmente não seguirão em frente. Se um oponentes estiver melhor, possivelmente dará raise. É bastante provável que eles façam movimentos que levem você a cometer erros.

Não aumente sem um bom motivo ou sem uma mão muito boa.

Aplique check-raise numa freqüência menor, especialmente no final da mão. Eles podem pedir mesa em seguida. Se apostarem, você pode já ter perdido. Pior ainda, se você aumentar, eles podem voltar reraise se estiverem ganhando, caso contrário, darão fold.



Considerações finais

Antes de jogar uma mão, avalie bem a partida e os adversários, escolha uma estratégia geral e decida como se adaptar aos vários tipos de jogadores. É claro que você deve continuar a coletar informações e se ajustar a elas, mas verá as situações de forma mais clara quando não estiver jogando. Então, resista a esse impulso de sentar à mesa e já colocar uma aposta. Fique de sit out por algumas mãos e concentre-se em reunir, compreender e utilizar as informações que conseguir.


Artigo de Alan Schoonmaker, publicado na revista Card Player Brasil Ano I, N°. 08.




Gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.