Facebook Popup Widget



   Artigos

 Dicas de Poker no facebook Dicas de Poker no Twitter Clube Dicas de Poker

12/10/2009


Três jogadas de No-Limit Hold'em
(por Ed Miller)


A falta de disposição para tentar coisas novas condena muitos jogadores de poker a resultados sem brilho. É muito fácil desenvolver um estilo, um padrão de jogo e simplesmente segui-lo sem pensar. Como você joga? Se flopa trinca, sempre pede mesa? Se flop top pair, sempre dá um mini-raise para "ver onde está"?

Em situações similares, você sempre tende a adotar uma abordagem padrão? Se for honesto consigo, a verdade é que você provavelmente tende a ligar o "piloto automático" durante a maior parte do tempo.

Infelizmente, se você nunca tentar coisas novas, jamais vai melhorar. A não ser que esteja constantemente tirando milhares de dólares por mês com seu jogo, é provável que esteja jogando de modo perfeito.

Você faz coisas erradas. Então, da próxima vez que jogar, por que não quebrar seu padrão? Force-se a tentar algo que normalmente não faria. Você pode se surpreender com como isso funciona. Eu sugiro que tente essas três jogadas da próxima vez que estiver em uma mesa de poker.



Um semiblefe all-in

Você em regra joga passivamente com seus draws? Se o flop lhe dá um flush ou straight draw, você imediatamente pensa: "Hmm, eu tenho odds para pagar?" Você tipicamente pede mesa e paga, talvez apostando apenas às vezes? Tente apostar tudo da próxima vez. Vá de all-in.

Eis um exemplo: você está jogando $1-$2 e todos ao seu redor têm um estoque de $200. Um jogador em posição inicial aumenta para $10 e uma pessoa paga. Você dá call com K J, do button. O big blind paga. Há $41 no pote, e você tem $190 restantes.

O flop traz Q 8 6, dando a você um flush draw, uma carta alta e um runner-runner straight draw. Aquele que aumentou pré-flop aposta $30 e o jogador seguinte desiste. Tente ir all-in com mais $160.

Obviamente, não há garantia de sucesso. Seu oponente pode ter A-Q (ou algo melhor) e pagar. É um risco calculado, mas bastante sólido. Seu flush draw irá bater uma vez a cada três, e às vezes conseguir um rei será o suficiente para ganhar.

Existem algumas regras básicas. Não tente aumentar se seu raise for maior do que o dobro do tamanho do pote. Nesse exemplo, há $41 no pote pré-flop, $30 de seu oponente e $30 relativos ao seu call quando aumentar, o que totaliza $101. Se aumento foi de mais $160, menos do que o dobro do pote de $101.

Não tente isso se alguém tiver demonstrado força extrema na mão. Se um jogador realmente tight que nunca re-aumenta pré-flop sem um par de ases der reraise antes do flop, não tente essa jogada. Se houver uma aposta e um aumento no flop, não tente também.

Tente apenas quando a ação for "normal", pois, sempre que for esse o caso, existem boas chances de seus oponentes não terem mãos suficientemente fortes para lhe enfrentar.



Uma aposta pelo valor no river

Muitos jogadores de no-limit, quando flopam um par, apostam no flop e pedem mesa no turn e no river. É uma opção segura, mas que perde muito valor. Se você apresenta esse tipo de comportamento, tente uma aposta pelo valor no river da próxima vez.

Por exemplo, digamos que você tenha A 10 no big blind. Mais uma vez, é um jogo de $1-$2 com estoques de $200. Dois jogadores entram de limp, o small blind desiste e você pede mesa. Há $7 no pote.

O flop vem K 10 2, dando-lhe o par do meio. Você aposta $5, na esperança de ganhar imediatamente ou de que alguém pague com uma mão mais fraca. O primeiro jogador desiste e o segundo paga.

O turn traz o 8. Você pede mesa e seu oponente também.

A carta do river é o 7. Tente uma aposta pelo valor de cerca de $10.

Seu oponente pagou sua pequena aposta, em boa posição, no flop. Aquela jogada não representa necessariamente força. Como você está fora de posição e não tem uma mão muito boa, pede mesa no turn.

Quando seu oponente pede mesa também, sugere uma mão fraca ou moderada (possivelmente nada melhor que um rei fraco) ou um draw. Quando outra carta inútil surge no river, existe uma boa chance de você ter a melhor mão.

Além disso, diante de toda a fraqueza que demonstrou, seu oponente pode não resistir a um showdown com uma par baixo por apenas mais $10.

Isso pode parecer pouco, afinal, estamos falando de apenas $10. Mas quando eu jogo, muitas vezes vejo um jogador após o outro pedir mesa com pares decentes com os quais eles poderiam ganhar mais $10, $20 ou $50, se tivessem tido coragem de apostar.

Todo esse dinheiro conta. O objetivo não é ganhar $10 nessa mão: é aprender a encontrar situações em que se pode ganhar um pouco mais.



Um blefe com dois tiros

Blefes e tacadas de golfe têm uma coisa em comum: chegar ao fim sem fraquejar é a chave para ambos. Apostar $25 pode parecer uma maneira barata de tentar ganhar um pote, mas, às vezes, não é suficiente, e é preciso dar continuidade a essa primeira aposta fazendo outra.

Se você for um covarde crônico quando se trata de blefar apostando alto, atire a cautela fora da próxima vez que jogar. Tente.

Eis um exemplo: a mesa roda em check, e você tem 10 8, sendo o button. Você aumenta para $15 em seu dócil jogo de $2-$5. Apenas o big blind paga. O flop traz K 9 4, dando a você um flush draw.

Seu oponente pede mesa, você aposta $20 no pote de $30 e ele paga. A carta do turn é o A e seu oponente pede mesa de novo. Tente um blefe de $50 ou $60 no pote de $70.

Seu oponente pode ter pagado no flop com uma grande variedade de mãos. Mãos boas como uma trinca, dois pares ou top pair são todas possíveis, assim como mãos mais fracas como um par menor flopado ou um par na mão, um flush draw ou uma queda para gaveta.

O ás de naipe diverso no turn enfraquece a maioria das possíveis mãos de seu oponente. Além disso, como você aumentou pré-flop, seu oponente tem que se preocupar com a possibilidade de você ter um ás. Seu segundo tiro tem boas chances de ganhar imediatamente.

Force-se a sair de sua zona de conforto. Poker afiado não parece "certo" no começo. Não é cômodo e pode fazer seu estômago revirar.

Obrigue-se. Tente essas três jogadas em sua próxima sessão. Se elas não derem certo, tente-as novamente da próxima vez – e de novo depois disso.

Se você praticar o suficiente e incorporá-las ao seu jogo, pode ter uma agradável surpresa com seus resultados.


Artigo de Ed Miller, publicado na revista Card Player Brasil Ano I, N°. 12.




Gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.