Facebook Popup Widget



   Artigos

 Dicas de Poker no facebook Dicas de Poker no Twitter Clube Dicas de Poker

25/06/2011


Três verdades sobre no-limit hold'em
(por Ed Miller)


Elas têm importância estratégica.


Notoriamente, relatos de testemunhas são pouco confiáveis. Uma imagem entra no olho e bate na retina. Quase imediatamente, o cérebro começa a trabalhar para preencher as lacunas. Havia apenas metade de um rosto no campo de visão? Apenas uma nuca?

O cérebro preenche continuamente as informações ausentes, criando uma imagem de como a pessoa inteira deve ser. Esse processo funciona bem o bastante para o dia a dia, mas não é confiável o suficiente para se adequar a um padrão "acima de qualquer suspeita". Muitas das coisas que "vemos" jamais sequer existiram. Elas eram meros produtos de um cérebro humano ativo.

Jogadores de no-limit hold'em podem, do mesmo modo, ser enganados por seus olhos e cérebros. Qualquer autor de poker vai lhe aconselhar a observar seu jogo — que informações importantes estão disponíveis em todo lugar se você for suficientemente disciplinado e atencioso. Isso é verdade, mas nossos cérebros não catalogam dados friamente.

Cada porção de informação é automaticamente processada através de uma série de filtros cognitivos para determinar sua relevância e seu contexto. Dois jogadores podem assistir ao mesmo jogo e tirar dele conclusões distintas. Ambos veem os mesmos dados, mas cada um deles raciocina de maneira própria.

Eu gostaria de abordar três verdades sobre no-limit hold'em. Você pode verificá-las observando um jogo e registrando os eventos com lápis e papel. Elas têm importância estratégica. Ainda assim, muitos jogadores agem como se o oposto dessas verdades fosse a regra. Acho que os cérebros deles estão pregando uma peça.



A Maioria dos Potes Não Chega ao Showdown

A não ser que você jogue em uma mesa insana e loose, a maioria dos potes não vai chegar ao showdown. Em muitos jogos, bem mais que metade dos potes é ganha sem showdown. Geralmente, o turn é o instante crítico: uma aposta de tamanho adequado nessa street pode ganhar muitos potes. O que isso significa?

É possível lucrar muito apostando no flop e no turn. Você não precisa de uma mão. Não precisa sequer de um draw. Você só precisa apostar. Às vezes uma aposta é o bastante. Às vezes você vai precisar de duas. Elas não podem ser apostas fracas de $20 em potes de $200. É preciso colocar pressão. Mas isso funciona em quase todo jogo de no-limit.

Eu já perdi as contas de quantas vezes vi mãos de no-limit em que os jogadores todos deram check-check. Todo mundo dá de ombros e mostra seu lixo, e alguém leva o pote. Potes como esse estão disponíveis de graça para qualquer um disposto a apostar.

Mas a maioria dos jogadores não pensa dessa maneira. Eles simplesmente tentam acertar uma mão. Caso não flopem nada, desistem do pote. Eles adotam uma mentalidade passiva de "acertar uma mão", pois o jogo agressivo os prejudicou no passado. Eles já tentaram blefar no flop e no turn, mas se depararam com alguém que decidiu fazer slowplay com uma mão enorme. "Não vou fazer isso novamente", pensam.

O no-limit recompensa a agressividade persistente. Você pode verificar isso assistindo a um jogo e anotando cada pote que for ganho. A agressividade não funciona todas as vezes e, se você tentar ser agressivo em todo pote, vai acabar em apuros. Mas apostar no flop e no turn de forma comedida vai fazer com que você ganhe muito dinheiro.



Check-Raise
Blefando São Raros

No turn e no river, não dê check-raise com muita frequência. Check-raises blefando são ainda mais raros. Você pode facilmente passar horas vendo um jogo e não presenciar uma única vez alguém dando check-raise no turn ou river como blefe. O que isso significa?

Você pode apostar pelo valor de forma lucrativa no turn e no river com uma ampla gama de mãos. Fazer tais apostas é fundamental para o sucesso em no-limit. É aqui que se ganha dinheiro de verdade. Afinal, apostas pré-flop e no flop são geralmente apenas uma pequena fração das do turn e river.

Mas muitos jogadores preferem ver um showdown com mãos decentes como dois pares do que tentar ganhar mais dinheiro. Se você observar o jogo deles, pode ver que suas mãos boas provavelmente vão ganhar. Eles simplesmente têm medo de tomar um raise ou um check-raise. Portanto, escolhem o caminho "seguro" e dão check-check.

O medo deles, contudo, acaba lhes custando lucro. Quando apostam, eles tipicamente recebem um call de uma mão mais fraca e ganham um grande pote. Às vezes sofrem um aumento, mas em geral esse raise vem de uma mão forte formada no river, como uma sequência ou um flush. Eles perdem tais potes não importa o que façam. E, de vez em quando, raramente, eles vão largar a melhor mão diante de um check-raise blefando.

O lucro extra regular que se ganha ao apostar pelo valor mais do que compensa as perdas catastróficas ocasionais. Check-raises blefando são raros, então não deixe que seu cérebro lhe engane e faça você ter medo deles. Aposte com suas mãos boas.



Pares de Ases Geralmente Ganham

Eu já vi bancos de dados de jogadores que disputaram mais de um milhão de mãos de no-limit online. Das mais de dezenas de milhares de vezes em que tais pessoas receberam ases, eles ganharam mais de 80% das vezes. Mais de 80%! A verdade é: pares de ases geralmente ganham.

Obviamente, se você estiver em uma mesa loose em que três ou quatro jogadores rotineiramente derrotam seus ases, você não vai ganhar com tanta frequência. Mas mesmo nesses jogos, pares de ases ganham mais de metade das vezes. E quando ganham, eles puxam potes enormes.

Muitos jogadores encaram pares de ases como se eles fossem amaldiçoados. Eles não dão raise pré-flop. Fazem uma aposta pequena no flop, como $30 em um pote de $120. Dão check no turn e no river. E então respiram aliviados quando ganham o pote. Não jogue assim!

Pares de ases geralmente ganham. Jogue de acordo com isso. Dê raise pré-flop com eles. Aposte com confiança no flop. Na maior parte do tempo, eles vão lhe garantir um ótimo pote. É claro que, de vez em quando, você vai tomar uma fatiada devastadora, mas não permita que seu cérebro lhe faça crer que uma grande perda é o resultado esperado. A verdade é que toda vez que você recebe um par de ases, é como dinheiro no banco. Jogue com eles pensando assim.


Artigo de Ed Miller, publicado na revista Card Player Brasil Ano 3, N°. 26.




Gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.