Facebook Popup Widget



   Artigos

 Dicas de Poker no facebook Dicas de Poker no Twitter Clube Dicas de Poker

19/09/2015


Eu estou certo, mas você está correto
(por James "SplitSuit" Sweeney)


Poker é um jogo de incerteza. Muito raramente nós temos informação perfeita sobre a mão, frequências ou até mesmo o humor de nossos oponentes. O que significa que somos obrigados a fazer várias suposições. Fazemos suposições sobre o que o nosso oponente tem, sobre a frequência que ele blefa e sobre muitos outros elementos de uma mão.

Poker essencialmente se resume a quem consegue tomar as melhores decisões matemáticas com base nas melhores suposições enquanto não comete erros de pensamento.

Bastante simples quando se analisa dessa maneira, certo?

Entretanto, você encontra com muita frequência dois jogadores discutindo sobre uma mão; um alega saber a linha correta a seguir, enquanto o outro diz que outra linha é a melhor. Ambos os jogadores ficam discutindo "até dizer chega" e, então, passam a discutir sobre outra mão. Você sempre vê isso em fóruns, vídeos e até mesmo nas mesas de jogo.

Não estou aqui para persuadi-lo a ser mais gentil quando discutir sobre mãos ou a dizer que a linha que a outra pessoa segue é melhor que a sua. Ao invés disso, vamos entender o que realmente está se discutindo.

Jogador 1 está alegando que a linha dele é melhor por causa das suposições que ele está fazendo.

Jogador 2 está alegando que a linha dele é melhor por causa das suposições que ele está fazendo.

O engraçado é que ambos os jogadores podem estar 100% corretos, até mesmo se eles estiverem seguindo duas linhas bem diferentes.

Eu recentemente ouvi uma parábola bem antiga que fala sobre sete homens cegos e um elefante. Se você nunca ouviu, minha versão parafraseada é a seguinte:

Um professor leva sete homens cegos até um elefante. Cada homem toca em uma parte diferente do elefante (presa, cabeça, perna, corpo, rabo, tromba e orelha) e, em seguida, o professor pergunta a cada um deles o que é aquela entidade.

O homem que tocou a perna diz: "É uma árvore, obviamente. Sintam como é robusta e circular".

O homem que tocou a tromba responde rapidamente: "Como pode ser uma árvore? É uma cobra, obviamente."

Aquele que tocou o rabo diz: "Não, é um mata-moscas". E assim vai.


Perceba como cada homem tirou suas próprias conclusões com base nas evidências que ele tinha disponíveis. Isso pode parecer óbvio, mas muitas vezes é negligenciado quando uma discussão começa.

Quando discutem, as pessoas ficam tão focadas em convencer a outra parte a mudar o raciocínio que se esquecem de perguntar o mais importante: "Por que ela pensa desse jeito?".

Os sete homens cegos representam perfeitamente o poker, pois cada um deles tirou uma conclusão firme com base em uma informação incompleta (tocando somente em uma parte do corpo do elefante).

Mas como podemos usar isso a nosso favor?

Primeiro, quando discutir uma mão de poker, sempre pergunte quais as suposições que a outra pessoa está fazendo. A maioria dos debates entre linhas de poker surgem porque cada pessoa está fazendo diferentes suposições acerca do range ou das frequências do vilão.

Se ambas as partes falarem claramente "eu penso que o vilão tem o range X e as frequências Y com esse range por causa das razões Z”, a conversa será sempre bem mais amena.

Segundo, pense sobre o porquê de um jogador fazer certa suposição. Todos nós temos diferentes experiências, tanto no poker quanto na vida, e nossas experiências moldam fortemente as nossas suposições.

Alguém que sempre jogou apenas $1/$2 ao vivo talvez não tenha muita experiência enfrentando 3-bets, podendo fazer suposições bastante imprecisas nesses casos devido à falta de experiência. Alguém que venha do 6-max online pode assumir que o range de um jogador live para abrir do UTG é muito mais amplo do que realmente é (novamente, devido à falta de experiência).

Nossas experiências moldam nossas percepções, o que, por conseguinte, moldam nossas suposições.

Esse é o motivo pelo qual jogadores iniciantes fazem suposições bastante ruins, pois eles não têm experiência suficiente para pensar de outro jeito. E esse é o motivo pelo qual jogadores realmente experientes às vezes discutem mãos com novos jogadores de maneira terrível, pois jogadores experientes se esquecem de todas as coisas que os jogadores iniciantes ainda não sabem.

Porém, até mesmo dois grandes jogadores podem discordar em uma mão porque ambos estão fazendo suposições diferentes sobre a amplitude de um range ou sobre as frequências de apostas por valor/blefe. E tudo isso nos leva ao título do artigo – "Eu estou certo, mas você está correto".

Existem duas partes principais em cada decisão no poker: a lógica e a suposição. A lógica de uma boa linha é sempre a mesma. Seguir a linha ótima (+EV máxima). A suposição é aquilo que assumimos quanto aos ranges, frequências, etc.

Isso significa que dois jogadores podem discutir sobre a mesma mão e seguir por duas linhas completamente diferentes, porém ambos podem estar corretos. Quer dizer que ambos podem estar apresentando linhas ótimas, CONSIDERANDO as suposições que eles fizeram. Isso não quer dizer que ambos os conjuntos de suposições estão corretos, mas sim que a linha seguida, CONSIDERANDO as suposições, pode estar correta.

É REALMENTE importante que nós tenhamos isso em mente quando estivermos discutindo sobre mãos, lendo análises de mãos, assistindo vídeos, etc. Se você não concorda com uma linha, pense no PORQUÊ de ela ter sido proposta. Quais as suposições que o jogador fez quando sugeriu determinada ação? Quais as suposições que você está fazendo para sugerir determinada ação? Se você discorda da sugestão dada, solicite esclarecimentos sobre ela.

Lembre-se, a lógica no poker é estática, enquanto as suposições são variáveis. Se várias pessoas conseguem momentaneamente concordar com uma suposição estática, uma linha ótima pode ser calculada.

Contudo, é necessário paciência e comunicação para chegar nesse ponto. Então, ao invés de entrar numa discussão sobre mãos dizendo "eu estou certo e você está errado", diga a você mesmo "eu estou certo, mas você pode estar correto, considerando as suas suposições... então, vamos descobrir quais são essas suposições!".


Artigo originalmente publicado sob o título I'm right, but you're correct, no site do RedChipPoker.com.

Traduzido por Marcelo Martins (SorrisoRS).




Gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.